Justificativas para a proposta de estudo do gênero depoimento do Orkut

Publicado: setembro 7, 2013 em Linguística Textual
Tags:, , , , , , , , ,

1. Linhas gerais da proposta de estudo

As implicações de novas tecnologias no contexto social são inegáveis, sobretudo, ao considerar as opções para estabelecer interações sociais surgidas desde a disseminação de inovações como a internet. Na ótica de Crystal (2005), o advento desse novo meio de comunicação afetou toda a sociedade e dispõe de caráter revolucionário concernente a aspectos linguísticos, tecnológicos e sociais.

Ao atribuir um caráter revolucionário à internet, o linguista irlandês conduz à percepção de mudanças de ordem linguística verificadas, por exemplo, em bate-papos virtuais, fóruns de discussão, e-mail. Nesses eventos de comunicação, realiza-se a prática social de estabelecer vínculos (pessoais, comerciais, educacionais, profissionais, etc.) através de uma prática discursiva: a troca de textos escritos em diversos gêneros com traços de oralidade e associados a elementos visuais e sonoros.

A inovação de tal mídia deve-se ao status ser a maior rede mundial de computadores, para Crystal, a principal mudança tecnológica, além do compartilhamento de dados entre computadores, cuja velocidade de processamento depende da configuração atualizada de equipamentos e programas específicos. Por sua vez, o dinamismo e a interatividade, propiciados pela conexão com a rede mundial, estendem-se à comunicação interpessoal feita em ambiente digital ou ao que a literatura linguística e de teorias da comunicação propõem como comunicação mediada por computador (CMC).

Na perspectiva social, o mesmo linguista ressalta mudanças comportamentais decorrentes da CMC, pois, em interação à distância, pessoas contatam amigos, clientes, professores, familiares e inclusive desconhecidos do mundo inteiro. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)[1] confirmavam em 2005 a reconfiguração do comportamento social, exemplificada por: uso concentrado de internet entre jovens de 15 a 17 anos (33,9%), a predominância de usuários pertencentes à população ocupada e estudantil (39,1%) e a constatação de que a comunicação com outras pessoas e educação/aprendizado eram na época as duas principais finalidades de acesso à internet.

Partilhamos da ideia de que a interação social na internet se dá pela troca de textos escritos em diversos gêneros, dentre os quais, destacamos o gênero depoimento publicado na versão brasileira do site de relacionamentos Orkut. Inclusive é possível encontrar em textos dessa variedade traços de outros gêneros digitais, como e-mail, blog e bate-papo virtual. Foi essa consideração empírica que conduziu ao interesse de verificar o comportamento dos depoimentos do Orkut, enquanto gênero que integraria o conjunto de gêneros textuais identificados em situação emergente no contexto da tecnologia de comunicação digital. Para tanto, situamos inicialmente nossa proposta na perspectiva de estudos vislumbrada por Marcuschi (2005: 13):

Os gêneros emergentes nessa nova tecnologia são relativamente variados, mas a maioria deles tem similares em outros ambientes, tanto na oralidade como na escrita. Contudo, sequer se consolidaram, esses gêneros eletrônicos já provocam polêmicas quanto à natureza e proporção de seu impacto na linguagem e na vida social. Isso porque os ambientes virtuais são extremamente versáteis e hoje competem, em importância, entre as atividades comunicativas, ao lado do papel e do som. Em certo sentido, pode-se dizer que, na atual sociedade da informação, a Internet é uma espécie de protótipo de novas formas de comportamento comunicativo. Se bem aproveitada, ela pode tornar-se um meio eficaz de lidar com práticas pluralistas sem sufocá-las […]

Acrescentamos que o interesse em promover o debate na comunidade acadêmica sobre a interferência de novas tecnologias digitais em manifestações linguísticas decorre da possibilidade de examinar um aspecto significativo do processo de reformulação cultural pelo qual passa a sociedade contemporânea, cujo agente principal é a internet. Assim, as mudanças comportamentais – de cunho social e linguístico – são observadas como alterações sujeitas a aspectos da cibercultura, na acepção de Lévy (1999: 17): “o conjunto de técnicas (materiais e intelectuais), de práticas, de atitudes, de modos de pensamentos e de valores que se desenvolvem juntamente com o crescimento do ciberespaço”[2].


[1] Esses dados constam do suplemento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD de 2005 sobre acesso à Internet e posse de telefone móvel celular para uso pessoal, um levantamento realizado pelo IBGE em parceria com o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.bra.
[2] Ciberespaço é o espaço da Internet, segundo Crystal (2005: 77): “um mundo de informação, presente ou possível, em forma digital (chamado anteriormente de information superhighway)”.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s