Justificativas para a proposta de estudo do gênero depoimento do Orkut

Publicado: setembro 7, 2013 em Linguística Textual
Tags:, , , , , , , , ,

1. Linhas gerais da proposta de estudo

As implicações de novas tecnologias no contexto social são inegáveis, sobretudo, ao considerar as opções para estabelecer interações sociais surgidas desde a disseminação de inovações como a internet. Na ótica de Crystal (2005), o advento desse novo meio de comunicação afetou toda a sociedade e dispõe de caráter revolucionário concernente a aspectos linguísticos, tecnológicos e sociais.

Ao atribuir um caráter revolucionário à internet, o linguista irlandês conduz à percepção de mudanças de ordem linguística verificadas, por exemplo, em bate-papos virtuais, fóruns de discussão, e-mail. Nesses eventos de comunicação, realiza-se a prática social de estabelecer vínculos (pessoais, comerciais, educacionais, profissionais, etc.) através de uma prática discursiva: a troca de textos escritos em diversos gêneros com traços de oralidade e associados a elementos visuais e sonoros.

A inovação de tal mídia deve-se ao status ser a maior rede mundial de computadores, para Crystal, a principal mudança tecnológica, além do compartilhamento de dados entre computadores, cuja velocidade de processamento depende da configuração atualizada de equipamentos e programas específicos. Por sua vez, o dinamismo e a interatividade, propiciados pela conexão com a rede mundial, estendem-se à comunicação interpessoal feita em ambiente digital ou ao que a literatura linguística e de teorias da comunicação propõem como comunicação mediada por computador (CMC).

Na perspectiva social, o mesmo linguista ressalta mudanças comportamentais decorrentes da CMC, pois, em interação à distância, pessoas contatam amigos, clientes, professores, familiares e inclusive desconhecidos do mundo inteiro. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)[1] confirmavam em 2005 a reconfiguração do comportamento social, exemplificada por: uso concentrado de internet entre jovens de 15 a 17 anos (33,9%), a predominância de usuários pertencentes à população ocupada e estudantil (39,1%) e a constatação de que a comunicação com outras pessoas e educação/aprendizado eram na época as duas principais finalidades de acesso à internet.

Partilhamos da ideia de que a interação social na internet se dá pela troca de textos escritos em diversos gêneros, dentre os quais, destacamos o gênero depoimento publicado na versão brasileira do site de relacionamentos Orkut. Inclusive é possível encontrar em textos dessa variedade traços de outros gêneros digitais, como e-mail, blog e bate-papo virtual. Foi essa consideração empírica que conduziu ao interesse de verificar o comportamento dos depoimentos do Orkut, enquanto gênero que integraria o conjunto de gêneros textuais identificados em situação emergente no contexto da tecnologia de comunicação digital. Para tanto, situamos inicialmente nossa proposta na perspectiva de estudos vislumbrada por Marcuschi (2005: 13):

Os gêneros emergentes nessa nova tecnologia são relativamente variados, mas a maioria deles tem similares em outros ambientes, tanto na oralidade como na escrita. Contudo, sequer se consolidaram, esses gêneros eletrônicos já provocam polêmicas quanto à natureza e proporção de seu impacto na linguagem e na vida social. Isso porque os ambientes virtuais são extremamente versáteis e hoje competem, em importância, entre as atividades comunicativas, ao lado do papel e do som. Em certo sentido, pode-se dizer que, na atual sociedade da informação, a Internet é uma espécie de protótipo de novas formas de comportamento comunicativo. Se bem aproveitada, ela pode tornar-se um meio eficaz de lidar com práticas pluralistas sem sufocá-las […]

Acrescentamos que o interesse em promover o debate na comunidade acadêmica sobre a interferência de novas tecnologias digitais em manifestações linguísticas decorre da possibilidade de examinar um aspecto significativo do processo de reformulação cultural pelo qual passa a sociedade contemporânea, cujo agente principal é a internet. Assim, as mudanças comportamentais – de cunho social e linguístico – são observadas como alterações sujeitas a aspectos da cibercultura, na acepção de Lévy (1999: 17): “o conjunto de técnicas (materiais e intelectuais), de práticas, de atitudes, de modos de pensamentos e de valores que se desenvolvem juntamente com o crescimento do ciberespaço”[2].


[1] Esses dados constam do suplemento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD de 2005 sobre acesso à Internet e posse de telefone móvel celular para uso pessoal, um levantamento realizado pelo IBGE em parceria com o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.bra.
[2] Ciberespaço é o espaço da Internet, segundo Crystal (2005: 77): “um mundo de informação, presente ou possível, em forma digital (chamado anteriormente de information superhighway)”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s