Arquivo de fevereiro 27, 2014

Published 23/02/2014 | By IPOL

A língua pomerana tem sido o foco de importantes políticas linguísticas no Brasil. Tornou-se cooficial em cinco municípios no Espírito Santo (Santa Maria de Jetibá, Laranja da Terra, Pancas, Vila Pavão e Domingos Martins) e em Canguçu, no Rio Grande do Sul; e desde 2005 entrou nos programas educacionais das escolas desses municípios através do PROEPO – Programa de Educação Escolar Pomerana. Além disso, Santa Maria de Jetibá, em parceria com o IPOL, realizou o primeiro censo linguístico do município evidenciando a vitalidade e principais funções dessa língua ao lado de outras faladas na região. A instrumentalização, que acontece com a elaboração de dicionários, gramáticas, materiais didáticos diversos,  entre outros, em diálogo com essa expansão política, assume importante papel na consolidação dessa língua.

Projeto Pomerando tem repercussão na região
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação  

O Livro “Projeto Pomerando: língua pomerana na escola Germano Hübner” recebeu um espaço na seção “Livros Raros e de Valor” da Biblioteca Pública Pelotense

Em um projeto realizado pelo professor Danilo Kuhn, na Escola de Ensino Fundamental Germano Hübner, o “Projeto Pomerando”, com a intenção de resgatar parte da escrita da língua pomerana, ainda bem enraizada em São Lourenço através da língua falada, começou a tomar forma através da publicação de um livro, com notas gramaticais, conjugações verbais, análises e até mesmo um pequeno dicionário. O resultado, além da repercussão na cidade, colocou em destaque a escrita pomerana, um dialeto da extinta Pomerânia, localizada na Alemanha.

Recentemente, Kuhn apresentou o projeto no I Seminário “Qualidade e Compromisso com a Educação em São Lourenço do Sul – RS: Vivências e Experiências Pedagógicas”, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, tendo o livro lançado e autografado nas Feiras do Livro de São Lourenço do Sul e Pelotas. Além de o projeto ter sido exposto em eventos como o III POMERbr, em Pomerode, Santa Catarina, ele também recebeu destaque no Congresso Internacional de História Regional da Universidade de Passo Fundo (UPF), no Encontro da Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação realizado na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no Simpósio Internacional em Memória e Patrimônio da UFPel, sendo publicado em formato de artigo no periódico Cadernos do Lepaarq da universidade. [continue lendo …]

Caros leitores,
Crédito: Editora UEPG

Crédito: Editora UEPG

UniLetras acaba de publicar seu último número em
http://www.revistas2.uepg.br/index.php/uniletras. 
Convidamos a navegar no sumário da revista para acessar os artigos e itens de interesse.

Agradecemos seu interesse em nosso trabalho,
Marly Catarina Soares
UEPG

UniLetras
Vol. 34, No 2 (2012)
Sumário
http://www.revistas2.uepg.br/index.php/uniletras/issue/view/376

--------
Primeiras Páginas
	Marly Catarina Soares

Apresentação
--------
APRESENTAÇÃO
	Marly Catarina Soares

Dossiê temático
--------
As representações sociais de estudantes de Ensino Fundamental Público sobre o ensino de
Língua Inglesa (139-156)
	Ederson Henrique de Souza Machado,Didiê Ana Ceni Denardi

Em defesa da aprendizagem de inglês na escola pública: considerações sobre crenças de
alunos adolescentes (157-170)
	Fernando Silvério de Lima

FIGURAÇÕES DA IMPORTÂNCIA DO LATIM NA OBRA A REPÚBLICA DOS BUGRES DE RUY TAPIOCA (171-182)
	Oliveira Mello Mello

O APARTHEID NA LITERATURA: A MORTE DE UM FILHO (1996), DE NJABULO NDEBELE (183-195)
	Silvio Ruiz Paradiso, Samira Corrêa Chaim

Reflexos de um cotidiano: Utilização da língua portuguesa pelos descendentes
italianos (197-205)
	Nauria Inês Fontana

A MELANCOLIA DO RISO: VIAGENS IMAGINÁRIAS DE UM NARRADOR (207-218)
	Eduarda da Matta

Artigos Tema Livre
--------
MARCADORES CONVERSACIONAIS DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA: UM ESTUDO COMPARATIVO E
CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO/APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS (221-229)
	Valeska Gracioso Carlos

O ENSINO DA LEITURA COMO PROCESSO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA (231-241)
	José Aroldo Silva

Panorama das atividades propostas para as práticas de leitura nos LDs,segundo a concepção
de Bakhtin (243-253)
	Juliana Cemin

Vícios de Linguagem e Idiotismos: a fala como unidade de estudos nas gramáticas normativas
brasileiras em língua portuguesa – 1881-1959 (255-265)
	Ednei Souza Leal

Resenha
--------
RESENHA (269-272)
	Simone Maria Rosseto

Entrevista
--------
Helena Kolody – um século de poesia (275-278)
	Márcio Renato dos Santos